história

Image

Fundada por Aníbal Carneiro, a animovel, então conhecida e registada com o nome do próprio, Aníbal Carneiro Barbosa Lda., inicia atividade em 1958. Depois de ter trabalhado em diversas indústrias de mobiliário e adquirido conhecimentos nesta área, o jovem empreendedor Aníbal decide criar o seu próprio negócio, e lançar as bases do que viria a tornar-se mais tarde a empresa atual e a marca animovel.

A experiência de Aníbal e a sua habilidade de desenhar, fabricar e modelar móveis foi percetível na região, o negócio foi crescendo de forma sustentada, mesmo em tempos de crise e instabilidade que se foram sucedendo.

Chegado o ano de 1974 a empresa contava com uma equipa de 11 pessoas dedicadas a um negócio crescente e sólido.

1958 - 

- 1979

arrow right
Image

De forma visionária ao longo da década de 80 e 90 do século XX a animovel inovou e criou diversas coleções.

Em 1984 a empresa participa pela primeira vez como expositora na FIL, Feira Internacional de Lisboa. Foi a participação neste evento que inspirou a criação de uma nova marca. O nome animovel surgiria pela primeira vez, pela mão do filho mais velho do fundador, Joaquim Carneiro. O nome ani-movel teria inspiração no nome do fundador, Aníbal. Este novo nome marcaria uma nova etapa de expansão de negócio e da empresa. Este evento catapultaria o nome animovel para um número crescente de clientes.

No início dos anos 90 lançam o formato de coleções de mobiliário, com 3 linhas novas: Atenas, Grécia e Macedónia. Com estas linhas, além da habitual madeira de cerejeira, passam a ser utilizadas madeiras como mogno, e com esta nova imagem o mercado português cresceu de forma sólida durante os anos seguintes.

Uma vez estabelecidos em Portugal com um nível de qualidade distintivo, foi altura de olhar para o resto do mundo.

1980 - 

- 1999

arrow right
Image

Por esta altura, nos últimos anos antes de entrada no novo século, os três irmãos, Joaquim, José Luís e Rui, a segunda geração da família do fundador, abraçaram o projeto, integrando um novo conselho de administração, e desenhando um plano de investimentos em infraestruturas e tecnologia que traçaria o caminho da animovel para os anos seguintes.

Em 2002 foi inaugurada uma nova fábrica com tecnologia de ponta, contribuindo para o crescimento e expansão no mercado nacional e internacional.

O lançamento da coleção Vilhena, modelada em madeira de cerejeira, possibilitou o êxito que resultaria na participação de feiras internacionais em Espanha, França, Rússia, Brasil, Moçambique e a primeira participação no certame Salone Internazionale del Mobile em Milão, o principal evento do sector há mais de 50 anos.

Em 2010 a animovel soma e segue, e expande a sua presença e foco em mercados europeus e internacionais cada vez mais exigentes e competitivos como França, Alemanha, Suíça, EUA.

A capacidade produtiva e logística aumenta e os recursos humanos da empresa reorganizam-se ao mesmo ritmo que a presença no mercado internacional aumenta.

2000 - 

- 2019

arrow right
Image

Apesar de todos os desafios que 2020 trouxe, a animovel continuou o seu percurso inovador de aposta nos seus sistemas produtivos, assistência pós-venda e reforço da marca animovel como sinónimo de solidez, seriedade e inovação. Um investimento de cerca de dois milhões de euros foi feito em infraestruturas, quase duplicando a área de fabrico, investindo ainda em nova maquinaria, na instalação de painéis solares e uma central de biomassa. Com a sustentabilidade e eficiência na mira de todos estes investimentos, foi possível duplicar a capacidade de produção.

A caminho dos 70 anos, a animovel continua o seu caminho como importante motor e produtor de mobiliário no cluster onde se integra, exportando mais de 90% da sua produção para mais de 20 países e empregando mais de 90 colaboradores dedicados e com diversas competências.

As próximas décadas serão de reforço de capacidade industrial e inovação o que garantirá o posicionamento de futuro dos produtos da animovel.

2020 -

presente 

arrow right

Voltar

pedido de informação

Image